Em Jandira, interior de São Paulo, médico plantonista morre no trabalho

Médico estava no plantão de 24 horas na Upa de Jandira. Foto: Ascom

O médico Alexandre José Gonçalves Mangueira, de 43 anos, morreu na madrugada da última quinta-feira, 23, quando fazia plantão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas de Jandira.

Durante o plantão, o médico deu entrada na sala de emergência com dificuldade respiratória, evoluindo para uma parada cardiorrespiratória. Foram feitas manobras de ressuscitação, mas ele não respondeu. O óbito foi constatado às 03h43.

A Prefeitura de Jandira emitiu nota sobre a morte do médico:

“A Prefeitura de Jandira, por meio da Secretaria de Saúde, informa com grande pesar o falecimento de Alexandre José Gonçalves Mangueira, 43 anos de idade, médico plantonista da UPA 24h do município, ocorrido nesta madrugada.

Durante o plantão, Alexandre deu entrada na sala de emergência com dificuldade respiratória, evoluindo para uma parada cardiorrespiratória, não respondendo favoravelmente às manobras de ressuscitação. O óbito foi constatado às 03h43.

O corpo foi encaminhado ao serviço de verificação de óbito (SVO) de Osasco para necrópsia onde aguarda a chegada do familiar para reconhecimento, prevista para às 21h, chegando de São Luís/MA.

Salientamos que Alexandre não fazia parte dos funcionários estatutário do município e sim era terceirizado pela empresa médica contratada.

Externamos nossa total solidariedade à família e amigos”.

ATUALIZAÇÃO:
A Prefeitura de Jandira divulgou inicialmente que o médico já tinha problemas de saúde. Porém, depois voltou atrás e disse que eles não foram confirmados e, portanto, não poderiam ser citados. O texto foi atualizado com os apontamentos feitos pela administração municipal às 16h36 de 23/01.

Fonte: Visão Oeste

Deixe um comentário