Posto de enfermagem do Walfredo Gurgel é reaberto com recursos dos próprios servidores

Posto de enfermagem do Walfredo Gurgel é reaberto com recursos dos próprios servidores
Grupo de servidores do Walfredo Gurgel. Foto: Cedida

A última quinta-feira (13) foi mais uma data a ficar marcada na história do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG). Assim como o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) e o terceiro pavimento de enfermarias, o trabalho de um grupo de funcionários do segundo andar possibilitou uma série de melhorias físicas e estruturais no setor. O resultado foi mostrado ontem para o Corpo Diretivo, pacientes, acompanhantes e convidados.

Entre as mudanças feitas no espaço, está a pintura dos corredores, aquisição de cadeiras, armários embutidos, pranchetas, bandejas, uma pia, cuba, mesas e carrinhos de curativo, a troca da bancada (antes de madeira, por uma de mármore) e do balcão. Para tanto, foram arrecadados e investidos mais de RS 12 mil. O montante foi obtido através de doações, realização de sete bazares, duas rifas e a circulação – entre o corpo clínico – de um livro de ouro.

“Do pouco nós transformamos em muito. Envolvemos todo o hospital e o fizemos vestir a camisa da transformação, em ajudar ao outro”, afirmou uma das funcionárias a frente da iniciativa, a enfermeira Camila Livio. Sobre estar entregando a reforma na tarde de ontem, comentou: “o desafio foi grande, mas a vitória foi maior”.

As outras funcionárias que tomaram parte na iniciativa foram as técnicas de enfermagem, Edielma Estevam, Diva Helena Bezerra de Almeida e Kivia Rafaela e a assistente social, Silvia Cunha.

A diretora administrativa do HMWG, Luzicínia Costa, estava visivelmente emocionada durante a solenidade. “Sabemos que não é obrigação dos funcionários realizar reformas no hospital. Mas, não poderíamos estar mais emocionadas, felizes e agradecidas em ver o servidor cuidando e melhorando seu ambiente de trabalho, finalizou”.

Fonte: Sesap

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: