Confira os critérios para atendimento imediato nas UPAs de Natal em caso de suspeita de Coronavírus

Confira os critérios para atendimento imediato nas UPAs de Natal em caso de suspeita de Coronavírus
Em Natal, pessoas com sintomas gripais, tendo passado por um dos 16 países em alerta, receberão atendimento imediato.

A Secretaria de Saúde de Natal (SMS) adotou novo protocolo específico para pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19, doença causada pelo coronavírus, que buscam atendimento em uma das quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da capital potiguar. O atendimento passar a ser prioritário para os casos suspeitos da nova doença.

A partir de agora, quando os pacientes forem às unidades de saúde com sintomas de febre ou sinais gripais, como tosse ou falta de ar, além de passagem por algum dos 16 países em alerta para casos de suspeita de infecção do vírus Covid-19 – Alemanha, Austrália, Emirados Árabes, Filipinas, França, Irã, Itália e Malásia, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Tailândia, Vietnã e Camboja, além da China –, o sistema de triagem vai classificar o caso como atendimento imediato.

Além das UPAs, a prioridade para os casos de coronavírus também vai acontecer nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). “Toda a rede municipal será capacitada para atender casos da doença. Vamos cumprir o protocolo e o fluxo estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde”, diz Juliana Araújo, diretora de vigilância em saúde da SMS.

De acordo com ela, o Município vai divulgar novo o fluxograma prático para todos os servidores da Saúde municipal. A instrução traz as medidas para identificar a situação clínica do paciente. No ato do atendimento, será verificado a classificação do quadro de saúde do paciente – se é leve, médio ou grave –, além de serem feitas a coleta de amostras sanguíneas e de se determinar a necessidade de internação ou do encaminhamento para o isolamento domiciliar.

Em Natal, ao se diagnosticar a real necessidade de internação, o paciente será enviado para um das unidades de referência definidas pelo Ministério da Saúde – Hospital Giselda Trigueiro (adultos) e Hospital Maria Alice Fernandes (infantil).

De acordo com o protocolo publicado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), os casos considerados leves serão orientados a permanecer em isolamento domiciliar. Nestes casos, a recomendação é o uso de máscaras, higienização das mãos e não compartilhamento de objetos de uso pessoal, bem como hidratação constante e a permanência em casa.

Desde o seu surgimento, em janeiro deste ano, na cidade chinesa de Wuhan, o vírus Covid-19 já alcançou 41 países, incluindo o Brasil.

Fonte: AgoraRN

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: