Médicas são demitidas após cobrança de EPIs na UPA Norte

Médicas são demitidas após cobrança de EPIs na UPA Norte

Domingo, 15 de março de 2020. Dois dias após a confirmação preliminar do primeiro caso suspeito de infecção pelo novo coronavírus em Juiz de Fora, a médica Sanny Alves Henriques, 43 anos, assumiu o plantão na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte com a máscara N95 que ela já possuía por sempre se prevenir diante de casos infecciosos, como tuberculose ou meningite, já que atua no setor vermelho (casos graves). Mesmo com as notas técnicas emitidas pela Anvisa e pelo Ministério da Saúde recomendando a paramentação diante da pandemia, o comportamento dela foi estranhado por alguns profissionais de saúde. Porém, instruídos por ela, que estava ligada nas notícias ao redor do mundo, trataram logo de também garantirem suas máscaras, além de outros EPIs disponíveis na farmácia da unidade e dispensados conforme necessidade. A grande demanda, no entanto, teria resultado em algumas regras restritivas para a retirada dos materiais e, conforme Sanny, muitos dos cerca dos 180 funcionários da unidade acabaram ficando expostos naqueles primeiros dias de trabalho atípico.

Leia Mais: https://tribunademinas.com.br/noticias/cidade/17-04-2020/medicas-sao-demitidas-apos-cobranca-de-epis-na-upa-norte.html

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: