Mais que aplausos, profissionais da saúde merecem jornadas e salários justos

Heróis da linha de frente no combate à covid-19, os dois milhões de profissionais da enfermagem no Brasil merecem palmas e toda a reverência. No entanto, necessitam de melhores condições de trabalho conforme defenderam lideranças sindicais e parlamentares nesta terça-feira (12), dia dedicado internacionalmente a enfermeiros, técnicos e auxiliares.

“Nesse momento de pandemia, esses profissionais têm exposto a sua saúde e a sua vida. Nós temos perdido essas mulheres e homens e isso é muito doloroso. Essa categoria, de maioria de mulheres, tem feito um esforço imenso. No entanto, não basta aplaudir. É preciso ter compromisso com essa categoria, suas bandeiras justas e condições de trabalho, remuneração. Precisamos valorizar suas lutas”, disse a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) em depoimento gravado para a Federação Nacional dos Enfermeiros (FNE).

O presidente da CUT de Minas Gerais, Jairo Nogueira Filho, destacou a importância que esses profissionais ganharam em todo o mundo com a pandemia, seja na linha de frente nos hospitais públicos como privados, atendendo a população com respeito, responsabilidade e capacidade.

Leia Mais:http://www.federacaodasaude.org.br/noticia-interna/14699

Deixe um comentário