EXPERIÊNCIA BEM-SUCEDIDA Pandemia transforma centro cirúrgico do HC em UTI e anestesista em intensivista

EXPERIÊNCIA BEM-SUCEDIDA Pandemia transforma centro cirúrgico do HC em UTI e anestesista em intensivista

Para aumentar o número de leitos e estender atendimento de excelência, salas cirúrgicas e unidades de recuperação pós-anestésica foram adaptadas para funcionarem como UTI


Por: Luiza Caires
Diagramação: Cleber Siquette

Na última semana, o Hospital das Clínicas (HC) da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) ultrapassou a marca de 1.800 recuperados, uma das maiores do País, entre os pacientes internados com covid-19. Para aumentar o número de leitos e estender esse atendimento de excelência a mais pessoas, uma das medidas foi a adaptação das salas cirúrgicas e unidades de recuperação pós-anestésica para funcionarem como UTI. Além disso, o hospital treinou seus anestesistas – que já têm experiência em entubação e cuidados críticos – para atuarem como intensivistas no tratamento de pacientes com o novo coronavírus.

Antes mesmo da explosão de casos no País, o hospital já havia se preparado, por meio do seu Comitê de Crise. “Ocorreu uma verdadeira operação de guerra para as transferências de pacientes e preparo para atendimento de pessoas infectadas pelo coronavírus”, conta Maria José Carmona, professora da FMUSP e diretora da Divisão de Anestesiologia do Instituto Central do HC. No momento, todo o Instituto Central, o maior do complexo do HC, está dedicado a receber pacientes com coronavírus.

https://jornal.usp.br/ciencias/pandemia-transforma-centro-cirurgico-do-hc-em-uti-e-anestesista-em-intensivista/

Fonte: JORNALDAUSP

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: