Taxa de transmissão do coronavírus volta a ficar abaixo de 1 no Brasil, diz Imperial College

Taxa de transmissão do coronavírus volta a ficar abaixo de 1 no Brasil, diz Imperial College
Foto: kjpargeter via Freepik
Foto: kjpargeter via Freepik

A taxa de transmissão do coronavírus no Brasil voltou a ficar abaixo de 1, segundo o Imperial College de Londres. O último relatório apontou que a taxa está em 0,97. O número vem caindo a cada semana. Veja abaixo:

  • 15 de fevereiro: 1,22
  • 08 de fevereiro: 1,25
  • 01 de fevereiro: 1,69
  • 25 de janeiro: 1,78 – a mais alta para o Brasil desde, pelo menos, julho de 2020

Na prática, a taxa de 0,97 significa que cada 100 pessoas infectadas transmitem o vírus para outras 97. Pela margem de erro das estatísticas, essa taxa pode ser maior (de até 1,04) ou menor (de 0,93). Nesses cenários, cada 100 pessoas com o vírus infectariam outras 104 ou 93, respectivamente.

Simbolizado por Rt, o “ritmo de contágio” é um número que traduz o potencial de propagação de uma doença: quando ele é superior a 1, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa e a doença avança. Quando é menor, ela recua.

2 semanas com média móvel acima de 800 mortes

O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 644.695 óbitos. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa. A média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 826 — completando duas semanas acima da marca de 800. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de 0%, indicando tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes da doença.

O país também registrou 43.001 novos casos conhecidos de Covid-19 em 24 horas, chegando ao total de 28.250.591 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 101.351. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -38%, indicando tendência de queda nos casos da doença pelo 12º dia.

Fonte: G1.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: