Atendimentos pediátricos em unidades de saúde de Natal sobem 56% em março

Atendimentos pediátricos em unidades de saúde de Natal sobem 56% em março
Atendimentos pediátricos em unidades de saúde de Natal sobem 56,2% em março. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi/via G1 RN
Atendimentos pediátricos em unidades de saúde de Natal sobem 56,2% em março. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi/via G1 RN

Unidades de pronto-socorro de Natal registraram em março um aumento de 56% no número de atendimentos de urgência em pediatria em relação a fevereiro.

Os dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde apontam que foram 10.399 crianças atendidas em março, contra 6.655 em fevereiro. O levantamento considera seis unidades de saúde (conforme tabela abaixo).

Fonte: SMS/Tabela: G1 RN
Fonte: SMS/Tabela: G1 RN
As UPAs de Cidade Satélite, Cidade da Esperança e Pajuçara registraram aumento de 117%, 79% e 114%, respectivamente. O maior crescimento foi na Unidade Mista de Mãe Luiza: 119%.

A única unidade que apresentou redução foi a UPA Potengi: 1.371 atendimentos em fevereiro, e 660 em março.

“A gente tem o impacto maior em relação ao número de atendimentos, mas não tem se refletido no aumento de internação”, conta Elizandra Trindade, coordenadora da rede de urgência e emergência de Natal.

Na última segunda-feira (4), houve uma grande procura por atendimento de crianças, a maioria com casos de viroses. A sala de triagem na UPA de Cidade da Esperança estava lotada e a espera foi demorada.

Esse aumento é notado em todos as unidades de pronto-socorro da capital potiguar. Os pediatras explicam que, nessa época do ano, principalmente por causa da volta às aulas, as crianças tendem a contrair virose.

“Todos os anos a gente enfrenta esses aumentos dos números de atendimentos em todos os pronto-atendimentos. Já é esperado isso na pediatria. Modificou um pouco nos anos anteriores por conta da pandemia e do isolamento, em que o vírus não consegue se disseminar de uma forma tão grande como a gente está vendo agora”, contou a pediatra Ana Luiza Braga.

Fonte: G1 RN.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: