Secretaria de Saúde investiga venda de produtos lácteos com selo de qualidade falsificado no RN

Secretaria de Saúde investiga venda de produtos lácteos com selo de qualidade falsificado no RN
Rótulos falsificados de produtos. — Foto: Divulgação/Sesap/via G1 RN
Rótulos falsificados de produtos. — Foto: Divulgação/Sesap/via G1 RN

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) abriu uma investigação para apurar a comercialização de produtos lácteos produzidos no estado que estão sendo vendidos de forma irregular.

A investigação é conduzida pelo Setor de Alimentos da Subcoordenadoria de Vigilância Sanitária do Rio Grande do Norte (Suvisa-RN).

De acordo com a pasta, todo e qualquer produto de origem animal precisa passar por uma inspeção sobre a produção e o produto que comprove a segurança em relação à saúde do que está sendo feito.

Uma investigação encontrou uma manteiga do sertão que está sendo comercializada com o número de inspeção no rótulo falsificado. Ou seja, está sendo vendida de maneira irregular, sem a garantia dos órgãos de saúde diante daquele produto.

“Nós identificamos juntos com a Vigilância Sanitária da Bahia que alguns produtos que estão sendo produzidos no interior do nosso estado, no município de São Fernando, com o rótulo ‘Produto do Sertão’, estão sendo vendidos sem a devida legalização”, explicou o auditor fiscal da Vigilância Sanitária do RN, Thiago Raulino.

O auditor explica que esses produtos estão com o Selo de Inspeção Federal (SIF) falsificado. “É um selo que permite a venda de produtos animal. No entanto, esse SIF foi falsificado com a numeração do departamento de inspeção de produtos animais da Bahia”, pontuou.

A Suvisa já comunicou às Vigilâncias Municipais do RN para que façam buscas no comércio das cidades do produto. Caso os produtos com a rotulagem falsificada sejam encontrados, eles devem ser apreendidos cautelarmente, como também as notas fiscais.

Essa medida, segundo a Sesap, visa evitar problemas à saúde pública e, dessa forma, identificar possíveis autores de prática delituosa.

A população também pode avisar às autoridades. “Nós orientamos a toda a população do RN que, se encontrar esses produtos, possa entrar em contato com a Suvisa-RN pelo número (84) 3232-2557“, falou Thiago Raulino.

“Esses produtos precisam ser apreendidos e devidamente destinados para que não sejam consumidos e causem agravo à nossa população”.

Fonte: G1 RN.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: