Cuidado: alterações nas mamas podem ser descobertas pelo autoexame

Cuidado: alterações nas mamas podem ser descobertas pelo autoexame

Câncer de mama pode se manifestar a partir de alguns sintomas; saiba quais são.

Foto: Freepik
Foto: Freepik

O mês de outubro é conhecido mundialmente como o mês de conscientização à prevenção e ao diagnóstico precoce do câncer de mama. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer é, na maioria das vezes, descoberto pelas mulheres de forma casual, sem a necessidade de uma técnica específica a ser ensinada às mulheres para que realizem o autoexame.

Para facilitar a identificação, veja alguns sinais de alerta:

  • Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos;

  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;

  • Alterações no bico do peito (mamilo);

  • Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço;

  • Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos.

Esses sinais e sintomas devem sempre ser investigados por um médico para que seja avaliado o risco de se tratar de um câncer. É importante reforçar que a mamografia periódica de rastreio é recomendada com intervalo de dois anos para mulheres entre 50 e 69 anos. Esse exame também pode ser feito periodicamente no caso das mulheres que têm recomendação médica, independentemente da faixa etária, se o profissional de saúde que faz o acompanhamento considerar necessário.

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece todo o suporte, incluindo prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento em casos de alterações.

Fran Martins
Fonte: Ministério da Saúde

Deixe um comentário