Brasil tem maior queda na média móvel de mortes por Covid-19 desde 2022

Brasil tem maior queda na média móvel de mortes por Covid-19 desde 2022

Baixa é de 27% em relação a 14 dias atrás, menor índice desde 17 de novembro.

O Brasil registrou, nessa quarta-feira (11), a maior queda na média móvel de mortes por Covid-19 desde 17 de novembro de 2022. A baixa é de 27% em relação a 14 dias atrás. A variação de casos também segue em tendência de queda, com diminuição de 36% no mesmo período. Essa redução é reflexo das vacinas contra a Covid-19, que proporcionam proteção contra sintomas graves e óbitos pela doença.

A média móvel é calculada observando a variação percentual das médias móveis em um intervalo de 14 dias. Por exemplo: a média móvel do dia 14 de cada mês será comparada com a média móvel do dia 1º.

“Para manter a tendência de queda de casos e óbitos só há um caminho: a vacinação, incluindo as doses de reforço. Nós temos a grande tarefa de recuperar as altas coberturas vacinais no Brasil, com foco em vacinas para as crianças também”, afirma a ministra da Saúde, Nísia Trindade.

Até o momento, o Brasil registra 79% da população vacinada com as duas doses ou dose única dos imunizantes contra a Covid-19. Quanto ao reforço, cerca de 103 milhões de pessoas já retornaram aos postos de vacinação para receber a dose extra. Porém, cerca de 69 milhões ainda estão em atraso com a dose de reforço.

Estudos científicos revelam que a proteção vacinal desenvolvida é mais alta nos primeiros meses. Com a dose de reforço, a proteção contra o vírus volta a ficar elevada. Por isso, o Ministério da Saúde reitera que a dose adicional é indispensável, inclusive para as crianças.

Nathan Victor
Ministério da Saúde

Imagem em destaque: Freepik

Deixe um comentário