Cepa de “supergonorreia” já foi observada em países da Ásia-Pacífico e no Reino Unido’

Cepa de “supergonorreia” já foi observada em países da Ásia-Pacífico e no Reino Unido’

Cepa de “supergonorreia” já foi observada em países da Ásia-Pacífico e no Reino Unido

Autoridades de saúde pública confirmaram dois casos de gonorreia que parecem ter uma suscetibilidade reduzida a todos os tipos de antibióticos disponíveis para o tratamento. É a primeira vez que cepas de gonorreia resistentes a antibióticos são identificadas nos Estados Unidos.

O aumento da atividade sexual durante a pandemia somado à redução nos exames de saúde de rotina amplificou a disseminação de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) em todo o mundo.

Essas infecções, incluindo a gonorreia, estão se tornando cada vez mais resistentes aos antibióticos disponíveis para tratá-las, um problema que está se tornando uma terrível ameaça à saúde pública.

Globalmente, infecções resistentes a antibióticos matam aproximadamente 700 mil pessoas a cada ano. Esse número pode subir para 10 milhões de mortes por ano até 2050 se não forem tomadas medidas para impedir a propagação de organismos resistentes.

Especialistas dizem que nunca foi uma questão de “se” essa cepa de gonorreia altamente resistente chegaria aos Estados Unidos, mas “quando”.

fote: spdiario.com.br

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: