Entenda como seu corpo reage quando você toma café com o estômago vazio

Entenda como seu corpo reage quando você toma café com o estômago vazio
Conheça um grande aliado que pode adocicar seu café e diminuir a ansiedade que chega logo depois de tomá-lo. — Foto: Freepik
Conheça um grande aliado que pode adocicar seu café e diminuir a ansiedade que chega logo depois de tomá-lo. — Foto: Freepik

O café é uma parte essencial da rotina diária para milhões de pessoas ao redor do mundo. Frequentemente seu consumo está relacionado ao impulso de energia necessário nas primeiras horas do dia, já que muitas vezes é a primeira coisa ingerida com o estômago vazio. Mas, quais são os efeitos dessa prática no corpo?

De acordo com a Associação Nacional do Café dos Estados Unidos, até 9 em cada 10 pessoas consomem essa bebida no início do dia, frequentemente antes de comer uma torrada ou cereal. Enquanto alguns acreditam que beber café com o estômago vazio não é saudável, para a maioria das pessoas essa prática é totalmente segura.

Efeitos do café no sistema gastrointestinal

A cafeína é o principal atrativo para quem bebe café pela manhã, mas ela pode causar indigestão ou refluxo ácido em algumas pessoas. Allison, professora assistente de gastroenterologia no Tufts Medical Center, explicou à Health que “a cafeína pode causar relaxamento do esfíncter esofágico inferior, a porta entre o esôfago e o estômago”.

Além disso, o café estimula a produção de ácido estomacal, o que pode agravar o refluxo ácido. Essa combinação desencadeia a acidez estomacal, independentemente de as pessoas terem comido ou não. “Algumas pessoas acham que isso é um gatilho para elas e podem sentir certo desconforto; não é prejudicial, apenas não se sente bem”, acrescentou.

Mitos e realidade sobre o café com o estômago vazio

Uma análise realizada em 2014 não encontrou uma associação significativa entre o consumo de café e a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), que causa refluxo ácido crônico. Apesar dos mitos, essa bebida não pode causar úlceras no estômago ou prejudicar de qualquer outra forma o sistema gastrointestinal na maioria das pessoas.

Alguns também sugerem que há a possibilidade de que aumente os níveis de cortisol, o hormônio do estresse. Embora a cafeína estimule a produção de cortisol, a resposta ao consumo é muito menor entre as pessoas que o bebem regularmente. Estudos publicados pelos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) não mostram nenhum aumento relevante nesse hormônio. Além disso, não há evidências suficientes que sugiram que beber café com o estômago cheio reduza essa resposta.

Quantidade recomendada de café por dia

O café é uma das bebidas mais consumidas no mundo e contém centenas de compostos bioativos. Além de ser uma importante fonte de antioxidantes, numerosos estudos mostram que aqueles que o consomem têm um menor risco de desenvolver doenças como diabetes tipo 2, distúrbios neurológicos e doenças hepáticas.

O conteúdo de cafeína em uma xícara de café pode variar significativamente, de 50 mg em uma pequena xícara até mais de 300 mg em uma de 475 ml. Como regra geral, pode-se assumir que uma xícara média de 240 ml contém cerca de 100 mg de cafeína.

Diversas fontes recomendam que 400 mg de cafeína por dia, o equivalente a aproximadamente 4 xícaras (945 ml), são seguros para a maioria dos adultos saudáveis. A Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) também apoia essa quantidade.

No entanto, algumas pessoas podem ser mais sensíveis à cafeína e experimentar efeitos negativos mesmo com quantidades menores. Por exemplo, aqueles com variações na pressão arterial devem limitar sua ingestão a 200 mg por dia.

Fonte: O Globo.

Deixe um comentário