Coronavírus (COVID-19): panorama geral que sabemos até agora (15/3/20)

Coronavírus (COVID-19): panorama geral que sabemos até agora (15/3/20)

Principais sintomas

Maioria dura cerca de 7 dias, semelhante a resfriado e gripe.

  • Febre (T> 37,8ºC): 88%
  • Tosse seca: 68%
  • Fadiga (cansaço): 38%
  • Tosse produtiva: 33%
  • Falta de ar: 18%
  • Dor muscular e articulações: 15%
  • Dor de garganta: 14%
  • Dor de cabeça: 13%
  • Calafrio: 11%
  • Enjoo ou vômito: 5%
  • Congestão Nasal: 5%
  • Diarreia: 4%
  • Conjuntivite: 0,8%
  • crianças e jovens podem ser assintomáticos

Grupos de Risco

Devem procurar serviço médico em caso de sintomas e evitar contato com possíveis infectados, além de usar máscara cirúrgica em casos de risco de contágio (aglomerações, hospitais, contatos com pacientes sintomáticos)

  • Idosos: 60 anos
  • Doenças Cardiovasculares: hipertensão, insuficiência cardíaca
  • Diabetes
  • Doenças Respiratórias Crônicas: DPOC, Enfisema, Bronquite Crônica
  • Câncer
  • Imunossuprimidos
  • Transplantados

Quando ir ao médico?

Se tiver sintomas de febre e/ou respiratórios e pelo menos umas das condições abaixo.

  • Quem viajou ao exterior ou teve contato com caso suspeito e tenha sintoma
  • Grupos de risco
  • Falta de ar
  • Pressão no peito persistente
  • Pressão baixa
  • Sonolência
  • Desorientação ou Confusão Mental
  • Febre persistente > 48-72h
  • Piora evolutiva do quadro ou se não melhorar em 3 ou 4 dias

(Dúvidas: Ligar 136)

Tratamento

  • Não há vacina ou tratamento específico
  • Sem evidência de melhora com antibióticos, xaropes, antivirais, antigripais ou multivitamínicos ou substâncias “milagrosas”
  • Manter os medicamentos habituais: colesterol, pressão, diabetes, a não ser que tenham outra orientação médica
  • Medicamentos analgésicos e antitérmicos podem ser usados para aliviar sintomas
  • Corticóide: em excesso pode piorar o quadro
  • Como qualquer virose, um corpo saudável é o melhor remédio, esteja bem-disposto.
  • Hidratação: cerca de 2 litros por dia de líquido (água ou sucos), se não tiver restrição hídrica
  • Sono: preservar uma noite bem dormida
  • Boa alimentação, com frutas e legumes
  • Sucos ricos em vitamina C: laranja, acerola, goiaba, uva
  • Evitar pânico e desespero: pode baixar a imunidade
  • Caso tenha que ficar em casa (aulas suspensas, p.ex.), faça atividades como ler, assistir filmes, caminhar um pouco, não fique trancado em quarto fechado

Transmissão

  • Contato < 2 metros de pessoa infectada ou superfície e objetos contaminados (maçanetas, corrimão, etc.)
  • Como: gotículas de saliva, espirro, tosse ou catarro

Prevenção

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabão (> 20 segundos) e Álcool Gel (70%) sobretudo após contato, ao chegar em casa ou no trabalho
  • Higiene pessoal adequada e do ambiente: limpar superfícies com detergente e/ou álcool
  • Evitar contato com olhos, boca, nariz e com pessoas (abraços, beijos, apertos de mão)
  • Cobrir a boca ao tossir com lenço de papel e depois descartar
  • Ficar em casa se estiver doente, por pelo menos 5 dias
  • Evitar aglomerações, eventos, viagens
  • Evitar ambientes hospitalares, a não ser que tenha sintomas persistentes ou sinais de alarme
  • Máscaras faciais: pacientes com sintomas (para não contaminar os demais), profissionais de saúde, cuidadores de pacientes e idosos
  • Contato confirmado com COVID-19: quarentena por 14 dias

Diagnóstico

  • Como é feito: coleta de Swab (material de orofaringe e nasal) de COVID-19, com diagnóstico após 24h
  • Paciente deve aguardar o resultado em casa o contato do laboratório
  • Está no ROL da ANS: liberou realização por planos de saúde, antes era só particular
  • Indicado para Grupos de Risco e casos de orientação médica
  • Realizado com pedido médico, seja no hospital ou domicílio (alguns laboratórios)

Período de Incubação

Do contágio até os sintomas aparecerem, em média 5-6 dias (1-14 dias).

Casos e mortes: > 99% no Hemisfério Norte
Brasil: 3% dos casos foram confirmados (destes: 20 % podem exigir hospitalização e 5% podem ser graves)

Letalidade (2,3% total): sem pânico, mas idosos devem estar sob alerta

0-9 anos: 0% (nenhum registro de morte infantil)
10-40 anos: 0,2%
40-50: 0,4%
50-59: 1,3%
60-69: 3,6%
70-79: 8%
80: 14%

Fontes Oficiais

Ministério da Saúde:
https://coronavirus.saude.gov.br/
http://plataforma.saude.gov.br/novocoronavirus/

Soc.Bras.Infectologia: https://www.infectologia.org.br/admin/zcloud/principal/2020/03/Informativo-CoV-12-03-2020.pdf

Dados Estatísticos (U. Oxford):
https://ourworldindata.org/coronavirus

FIOCRUZ:
https://www.bio.fiocruz.br/index.php/br/gestantes-e-lactantes-tirem-suas-duvidas-sobre-coronavirus

Einstein:
https://vidasaudavel.einstein.br/covid-19-faq/

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: