Morte de homem durante cirurgia de implante capilar gera alerta da “comercialização” desse procedimento

Morte de homem durante cirurgia de implante capilar gera alerta da “comercialização” desse procedimento

O caso de um homem de 50 anos que morreu no domingo (27) durante procedimento de implante capilar em uma clínica particular de Feira de Santana, na Bahia, fez surgir um alerta a respeito da realização desse tipo de cirurgia.

A esposa da vítima, Liliane Adorno, informou ao Diário do Nordeste que a morte do marido foi causada por negligência médica. “Houve negligência médica, falta de assistência. Me disseram que seria uma cirurgia que iria durar cerca de quatro até cinco horas, e meu esposo entrou por volta de 6h40 e até as 15h ainda não tinha sido liberado”, disse.

Ela revelou que, por volta das 22h, nenhum profissional havia entrado em contato com a família. Então, decidiu voltar à clínica. Ao chegar ao local, afirmou que ouviu um barulho e, ao abrir a porta, deparou-se com o esposo no chão, sendo reanimado.
informou a esposa.

A mulher contou que o médico não deu assistência e fugiu do hospital. “O médico não fez nada, nem durante e nem depois. Ele não deixou ninguém filmar, saiu e foi acompanhando a Samu ‘a pulso’. Ele chegou no hospital e saiu fugido, não deu nenhuma satisfação”, afirmou.

No RN muitas pessoas têm buscado esse tratamento estético. Há o risco de uma “comercialização” sem os cuidados necessários à vida de quem quer fazer o implante capilar.

Então, é importante o alerta e que haja uma fiscalização nas clínicas que realizam esse tipo de procedimento.

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: